natal 2019 - dg e dc

natal 2019 - dg e dc

natal 2019 - ma e jlc

natal 2019 - ma e jlc

natal 2019 - af e pj

natal 2019 - af e pj

natal 2019 - nf e zb

natal 2019 - nf e zb

natal 2019 - ap e btp

natal 2019 - ap e btp

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Com Gabriel Jesus, Brasil tem maior jejum de um ‘9’ desde 1974.

Gabriel Jesus passou em branco contra Suíça, Costa Rica e Sérvia, e pela primeira vez desde 1974, o Brasil terminou a primeira fase de Copa do Mundo sem que o seu ou seus centroavantes balançassem a rede, segundo levantamento feito pelo site do jornal “Hoje em Dia”.
Em 1974, Zagallo usou três jogadores diferentes na função de centroavante nas três partidas e nenhum conseguiu desencantar. Jairzinho, que foi a referência no ataque na estreia da seleção, só conseguiu marcar contra o Zaire na última rodada, mas fora da posição. Quem exerceu o papel de “9” foi Leivinha. Mirandinha também teve a sua chance, mas não conseguiu marcar.

De 1978 a 2014, pelo menos um centroavante balançou as redes na primeira fase. Em 78, Reinaldo e Roberto Dinamite fizeram um gol cada. Quatro anos depois, na histórica seleção de 82, Serginho Chulapa fez um gol nos três primeiros jogos. Em 86, Careca estufou três vezes o barbante.
A melhor marca de um centroavante brasileiro em fase de grupos ocorreu em 2002. Ronaldo fez quatro gols e pavimentou o caminho rumo ao pentacampeonato. O Fenômeno voltou ainda a marcar em 2006. Vale lembrar que ele continua sendo o maior artilheiro brasileiro em Copas.

Na Copa de 2014, disputada no Brasil, o contestado Fred, que havia disputado o Mundial de 2006 como reserva, marcou uma vez. O torcedor brasileiro espera que Jesus, enfim, desencante na próxima segunda-feira (2), contra o México, em jogo decisivo das oitavas de final da Copa.
Duas marcas podem motivar o jovem atacante brasileiro. Craques brasileiros, como Vavá e Tostão, não conseguiram balançar as redes nas primeiras-fases das copas de 1962 no Chile, e 1970 no México, mas desencantaram no mata-mata e foram importantes para os títulos mundiais daqueles anos. 

Veja o desempenho dos centroavantes em primeira fase de Copa desde 1978
1978 – Reinaldo e Roberto Dinamite – 1 gol
1982 - Serginho Chulapa - 1 gol
1986 - Careca - 3 gols
1990 - Careca - 2 gols
1994 - Romário - 3 gols
1998 - Ronaldo - 1 gol
2002 - Ronaldo - 4 gols
2006 - Ronaldo - 2 gols
2010 - Luis Fabiano - 2 gols
2014 - Fred - 1 gol
2018 - Gabriel Jesus - 0 gol

Nenhum comentário:

Postar um comentário